Anvisa autoriza autoteste de Covid-19 no Brasil

por

Nesta sexta-feira (28) a diretoria colegiada da Anvisa foi unanime em autorizar o autoteste de Covid-19.

Enquanto em países da Europa e Estados Unidos o auto teste já vinha sendo uma alternativa à detecção da Covid-19 no Brasil isso ainda não era permitido pela Anvisa.

Muitas empresas vinham sendo notificadas pela comercialização irregular de autoteste de Covid-19, sendo obrigadas a recolher seus produtos.

Nesta sexta-feira (28) a Anvisa visando aumentar a velocidade na detecção dos casos de Covid-19 autorizou a comercialização de teste para o público leigo.

O que é um autoteste

Até então os testes eram feitos somente em farmácias ou laboratórios, com amostra de material sendo coletada por um terceiro. Agora o teste pode ser feito em casa pela própria pessoa.

Somente os produtos aprovados com a finalidade de autoteste de pesquisa de antígeno podem ser comercializados.
A Anvisa disponibiliza em seu site uma ferramenta para consulta do registro desses auto teste junto ao órgão, veja aqui.

O autoteste é uma medida para o isolamento precoce daqueles com indícios de infecção pela Covid-19. No entanto a agência orienta que a confirmação definitiva deve ser feita em um serviço de saúde.

Teste de Anticorpos

Não são autorizados para o uso da população os testes de anticorpos IgM, IgG, totais ou neutralizantes. Estes são de uso exclusivo de profissionais da saúde.

Onde posso comprar um autoteste para Covid-19?

O cidadão poderá comprar os autotestes para pesquisa de antígeno de Covid-19 em farmácias e drogarias que estejam regularizados junto à vigilância sanitária para comercialização desse tipo de produto.

Os autotestes para pesquisa de antígeno de COVID-19 também poderão ser comercializados por estabelecimentos de saúde que estejam licenciados junto à vigilância sanitária para comércio varejista (direto ao consumidor) de artigos médicos. Por exemplo, estabelecimentos que comercializam dispositivos médicos, tais como curativos, meias de compressão, órtese, entre outros.

Os estabelecimentos que não tiverem Licença Sanitária específica para venda varejista de artigos médicos não poderão comercializar o autoteste direto ao consumidor.

A venda on-line só é permitida quando realizada diretamente pelos estabelecimentos citados acima, regularizados junto à vigilância sanitária.

Não é permitida venda de autoteste em site de e-commerce, tais como Mercado livre, Amazon, Americanas, dentre outros.

Quando utilizar o autoteste

Em caso da presença de sintomas ou ainda após ter tido contato com pessoas que tenham testado positivo. Se você apresenta sintomas o autoteste pode ser utilizado entre o 1° e 7° dia do início destes sintomas.

Se não tem presença de sintomas, o autoteste pode ser utilizado a partir do 5° dia de contato com pessoa infectada.

Qual a diferença entre PCR e Teste de Antígeno de Covid-19

O PCR é um teste que detecta partes do material genético do vírus na amostra do paciente em uma infecção recente.

O PCR pode as vezes detectar a presença do vírus antes mesmo do surgimento dos sintomas. Este tipo de testagem depende de uma estrutura laboratorial adequada.

Já os testes de antígeno de Covid-19 oferecem melhores resultados em indivíduos que já apresentem sintomas. Sendo recomendado o uso nos primeiros sete dias.

Ampliação dos testes no país

O objetivo da autorização para os autotestes é permitir maior rapidez na identificação de infecções e o isolamento precoce.

O autoteste faz parte do Plano Nacional de Expansão da Testagem e era uma demanda do Ministério da Saúde junto à Anvisa desde 13 de janeiro.


Fontes: Ministério da Saúde, ANVISA

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *