Saiba como escolher o inalador corretamente

por

Com a chegada do inverno, aumenta a incidência das crises respiratórias, seja em adultos ou crianças. Neste momento, nada melhor do que ter por perto um bom inalador. No entanto, sempre surge a dúvida: como escolher o inalador que melhor vai atender as necessidades?

É isso que vamos mostrar neste artigo.

Acompanhe.

 como escolher o inalador

Para que serve o inalador

Antes de saber como escolher o inalador, é necessário entender exatamente para que serve o equipamento.

Chamado de aerossolterapia, o tratamento com o inalador tem o objetivo de potencializar a ingestão de remédios prescritos para problemas pulmonares, como bronquites, pneumonias, asma, sinusites, entre outros.

Por meio do inalador, que também promove a higienização e a umidificação da via aérea, o medicamento é absorvido diretamente pelo pulmão, agindo de forma mais rápida e ajudando a aliviar os sintomas.

A utilização do equipamento é simples, podendo ser feita sem maiores complicações em crianças e em adultos, até mesmo na hora das crises respiratórias.

Deve-se colocar a máscara perto do rosto para não desperdiçar o vapor que é espalhado pelo ar comprimido e que leva o remédio.

Em geral, cada sessão de inalação dura cerca de 15 minutos. O número de sessões varia de cada para caso, e deve ser indicada pelo médico.

 

Quais os tipos de inaladores?

O mecanismo de funcionamento do inalador pode ser pneumático ou ultrassônico.

O modelo pneumático funciona como uma bomba de ar – acoplada a um micronebulizador -, que, ao ser ligada, leva o líquido por pequenos orifícios, criando o efeito de aerossol e facilitando a aspiração.

Este modelo, também chamado de mecânico, é geralmente mais barulhento, porém é o inalador recomendado para administração de medicamentos corticóides, indicados para a maior parte dos problemas pulmonares.

O outro tipo é o inalador ultrassônico, mais comum no mercado, e mais silencioso, porém não tem a eficácia desejada para medicamentos corticóides. Isto porque, em sua ação, ele acaba rompendo as moléculas do remédio, diminuindo a sua eficácia.

 

Dicas de como escolher o inalador

Em meio às diferenças entre os modelos, é bom estar munido de algumas informações para fazer a melhor escolha:

Quem vai utilizar o inalador

Isso implica no modelo a ser escolhido, pois alguns inaladores não possuem a máscara infantil, portanto, verifique se o inalador possui as duas máscaras, adulto e infantil.

Posição

Observe se o modelo permite que a inalação seja feita com o paciente deitado, sem que o medicamento derrame. Isso ajuda muito na inalação da criança quando está dormindo, e também para pessoas acamadas.

Portáteis

O local onde vai ser feita a inalação não é problema. Existem no mercado inaladores portáteis, que possibilitam a inalação dentro do carro, por exemplo.

O fato de ser portátil também facilita a utilização dentro de casa, podendo ser levado facilmente até onde o paciente está e quer fazer a inalação naquele momento.

Eles podem ser usados com pilhas ou com o conector automotivo de 12v.

Onde comprar o inalador?

Inaladores são, geralmente, vendidos em farmácias e em lojas especializadas em produtos para saúde e bem-estar.

Em qualquer situação, avalie se o atendente sabe mesmo indicar o melhor produto.

Nunca confie em vendedores que insistem em um ou outro modelo especificamente e que se esquivam de suas perguntas sobre outros modelos.

É uma dica óbvia, mas não menos importante. Não leve em conta somente o preço do inalador. Procure marcas com o selo Inmetro e que tenham garantia de procedência.

Da mesma forma, antes de sair comprando o inalador, faça uma consulta com um médico especialista para ter a indicação correta do equipamento e de qual medicamento usar.

Se possível, converse com outras pessoas que já utilizaram o equipamento para pegar dicas e evitar erros comuns.

Lembre-se sempre de estar por perto na hora de usar o inalador em idosos, crianças e em pessoas com dificuldades de coordenação motora.

Com essas dicas a decisão de compra do inalador se torna, sem dúvida, mais assertiva.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *