doenças de inverno

9 doenças de inverno e como preveni-las

por

Muitas pessoas são apaixonadas pelo frio. Contudo, a queda da temperatura gera alguns riscos para a saúde. Por isso, trazemos neste post 9 doenças de inverno para você poder se prevenir e saber como tratar.

As enfermidades mais comuns nesta época do ano são as doenças respiratórias, já que o ar fica mais seco e as pessoas tendem a deixar os ambientes mais fechados.

Não há idade preferencial, porém, crianças e idosos costumam sofrer mais com os sintomas por causa da baixa imunidade.

Descubra como evitar que estes problemas tirem a sua saúde.

Continue lendo para saber tudo sobre o assunto.

doença de inverno

Doenças de inverno mais comuns

A propagação de vírus e bactérias é muito comum durante a estação mais fria do ano. Os ventos mais fortes, típicos do período, tendem a espalhar os microorganismos por um raio de distância grande.

Além disso, há ainda o risco de contaminação direta por meio do compartilhamento de objetos.

É o caso, por exemplo, de profissionais que utilizam o mesmo computador em turnos diferentes. Encostar em um mouse contaminado por vírus ou bactérias pode ser suficiente para contrair enfermidades.

Listamos as principais doenças de inverno. Saiba mais sobre elas.

1) Resfriado

O resfriado é a enfermidade mais comum da estação e uma das menos graves. Os sintomas são:

  • febre baixa;
  • dor de garganta;
  • congestionamento nasal;
  • coriza.

Normalmente, costumam durar de quatro a cinco dias. O tratamento é feito com o uso de analgésicos e antitérmicos.

Para prevenir esta doença de inverno, mantenha as mãos sempre bem limpas e evite levá-las até a boca.

2) Gripe

Os sintomas da gripe são bem semelhantes ao do resfriado, porém, costumam ser mais fortes e duradouros.

A doença é caracterizada por:

  • febre alta e repentina;
  • dores no corpo;
  • cansaço.

A falta de tratamento pode ocasionar o agravamento do problema, podendo levar até a morte. Por isso, é importante procurar um médico se os sinais aparecerem.

O tratamento é feito com analgésicos e antitérmicos. Além disso, é recomendado fazer repouso e se manter hidratado.

A prevenção pode ser feita por meio da vacinação. Crianças a partir de 6 meses, idosos, profissionais de saúde e educação, gestantes e lactantes têm direito à vacina gratuita pelo SUS.

É recomendado também manter a higiene das mãos e do nariz e evitar locais fechados e com aglomerações de pessoas.

 

3) Alergias

As alergias respiratórias costumam ser uma das doenças de inverno que mais acometem as crianças nesta época do ano.

Os fatores alergênicos são variados: podem ir desde o pelo dos animais ao acúmulo de poeira e mofo.

Normalmente, os sintomas são:

  • espirros;
  • coceira;
  • tosse seca.

Para tratar a doença, o primeiro passo é descobrir qual é o fator causador. Um médico alergologista poderá ajudar no diagnóstico.

As alergias podem ser prevenidas pela ventilação dos ambientes. Mantenha as janelas sempre abertas e os ambientes bem limpos e higienizados.

 

4) Pneumonia

A pneumonia é uma doença grave que surge devido à infecção aguda por fungos, vírus e bactérias. Pode ser consequência de uma bronquite aguda ou de uma gripe.

O quadro ainda é mais preocupante quando atinge crianças e idosos, devido à baixa resistência do organismo.

Os sintomas são:

  • dor intensa no peito;
  • calafrios;
  • vômito;
  • suor excessivo, principalmente à noite;
  • febre alta;
  • coriza com cor amarela ou esverdeada;
  • dificuldade para respirar;
  • falta de ar.

O problema exige acompanhamento médico e administração de antibióticos.

A prevenção pode ser feita por meio da higienização das mãos. Além disso, recomenda-se evitar o uso de cigarros.

 

5) Asma

A asma é uma enfermidade mais comum entre as crianças. Trata-se de uma inflamação das vias aéreas e dos pulmões, que causa:

  • falta de ar;
  • sensação de chiado no peito;
  • tosse.

O tratamento deve ser guiado pelo pediatra, mas, em geral, envolve o uso de broncodilatadores e bombinhas para amenizar os incômodos.

Para prevenir as crises de asma, mantenha os ambientes abertos e livres de poeira.

 

6) Otite

A otite é outra doença que atinge mais os pequenos. Provocada por bactérias ou vírus, começa na garganta e migra para o ouvido.

Os sintomas são:

  • dificuldade para dormir;
  • dor de cabeça;
  • vômito;
  • vermelhidão no ouvido, acompanhada por calor na região;
  • perda de apetite.

O especialista responsável por tratar o problema é o otorrinolaringologista. O tratamento é à base de analgésicos e antibióticos.

Uma boa maneira de prevenir o problema é manter o hábito de limpar as narinas com soro fisiológico diariamente. O recomendado é fazer isso pelo menos duas vezes ao dia no caso dos bebês.

 

7) Sinusite

A sinusite causa muitos incômodos nos pacientes, tais como:

  • forte dor de cabeça;
  • inchaço na região das pálpebras;
  • entupimento do nariz;
  • coriza;
  • dor nos olhos.

O problema é ocasionado pela inflamação dos seios nasais – cavidades em torno das narinas.

A doença é crônica e pode ser tratado com auxílio de antibióticos, descongestionantes nasais e/ou corticóides.

A lavagem nasal com soro também pode ser usada para prevenir o surgimento dos sintomas.

 

8) Bronquite

Como o próprio nome já diz, trata-se da inflamação dos brônquios. Isso impede a chegada de ar até os pulmões, causando dificuldade para respirar.

Além disso, os sintomas ainda incluem tosse seca com chiado, seguida por expulsão de catarro.

Para o tratamento, são utilizados analgésicos, descongestionantes e nebulizadores. É fundamental manter-se hidratado para aliviar os incômodos.

Quem fuma está mais propenso a desenvolver a bronquite. Portanto, evitar o tabagismo é a melhor maneira para prevenir o problema.

 

9) Amigdalite

Trata-se da inflamação das amídalas por vírus ou bactérias. A amigdalite pode causar:

  • dificuldade para engolir;
  • dor de garganta;
  • febre;
  • mau hálito.

O tratamento é feito através do uso de anti-inflamatórios.

 

As mudanças de temperatura, típicas do inverno, podem agravar o quadro. Logo, é importante manter-se bem agasalhado nos dias frios.

Cuidados com a saúde

Como você pode perceber, a maior parte das doenças de inverno pode ser prevenida com alguns cuidados simples:

  • manter os ambientes arejados;
  • evitar aglomerações;
  • lavar bem as mãos e várias vezes ao dia;
  • ter uma alimentação saudável;
  • beber pelo menos 2 litros de água por dia;
  • cobrir a boca ao tossir ou espirrar, evitando a propagação de vírus e bactérias;
  • não ter contato com idosos e crianças se você estiver doente.

Adotando esses hábitos, você evita essas doenças de inverno e passa pela estação mais fria do ano com mais saúde e disposição.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *